Perguntas Freqüentes

  1. Qual é o horário de funcionamento da Seção Consular?
    Estamos abertos para o público de segunda à sexta-feira, exceto nos feriados americanos e brasileiros. Os horários de cada consulado variam. Por favor, verifique a página sobre Horário e Informações para contato para obter o endereço e o horário de funcionamento apropriados, já que cada consulado tem jurisdição consular sobre uma região diferente do Brasil.
  2. Preciso de um visto para entrar nos Estados Unidos?
    Sim. O visto de entrada nos Estados Unidos da América (EUA) é necessário para todos os brasileiros, mesmo que estejam em trânsito em um aeroporto dos EUA.
  3. Preciso de um visto mesmo que eu esteja apenas em trânsito nos Estados Unidos? Só estarei passando umas duas horas no aeroporto.
    Sim. Desde agosto de 2003, todos os passageiros de viagens aéreas internacionais que voem sobre os EUA em trânsito precisam de um visto de trânsito. Mais...
  4. Há alguma taxa de solicitação?
    Sim. Para cada solicitação, é cobrada uma taxa não-reembolsável em reais equivalente a US$100,00, a qual deve ser paga somente em dinheiro, com antecedência, na agência autorizada do Citibank de seu distrito consular. É indispensável a apresentação do comprovante original do pagamento da taxa no dia da entrevista. Não serão aceitas cópias autenticadas.
  5. O visto é cobrado?
    Além da taxa de solicitação, nenhuma outra taxa incide sobre o visto de turista (B2), mas existem taxas para outras categorias de vistos baseadas na reciprocidade entre o Brasil e os Estados Unidos.
  6. Devo comparecer pessoalmente?
    Todos os requerentes que não se enquadrem em um dos critérios de isenção de entrevista deverão comparecer pessoalmente à Embaixada ou Consulado que atende à sua jurisdição.
  7. Como faço para solicitar um visto?
    Para os demais tipos de visto, faz-se necessária uma entrevista pessoal. As entrevistas de visto ocorrem de segunda a sexta-feira para aqueles que chegam entre 8:00 e 11:00 horas. Todas as pessoas interessadas em solicitar o visto devem agendar uma entrevista individual. Esta entrevista deve ser agendada através do Serviço de Informação de Vistos

    O público poderá entrar em contato com o Serviço de Informação de Vistos através do site http://www.visto-eua.com.br/ ou do telefone 0 (xx) 21-4004-4950, de segundas às sextas-feiras, das 8:00 às 20:00 horas. Uma operadora fornecerá as instruções sobre como efetuar o pagamento da taxa de R$ 38 (trinta e cinco reais), que inclui uma chamada telefônica com duração de 10 minutos, válida para uma ou mais chamadas e para o agendamento de entrevistas para até 5 pessoas de uma mesma família. Esta taxa cobre o acesso a informações sobre vistos tanto na web como através dos operadores do centro de atendimento do Serviço de Informação de Vistos, mas não cobre as despesas de envio postal dos passaportes cujos vistos foram aprovados.

    Através desse site, você pode acessar informações sobre vistos e marcar uma entrevista. Note que, para poder obter informações e marcar uma entrevista online, você deve escolher uma opção de pagamento online. Essas opções incluem todos os principais cartões de crédito, cartões de débito ou boletos bancários. Os solicitantes que escolherem a opção do boleto, entretanto, somente poderão acessar as informações necessárias para a a solicitação de visto e marcar sua entrevista no dia útil seguinte ao pagamento do boleto.

    Não serão aceitas solicitações enviadas pelo Correio.

  8. Estou tendo dificuldades para agendar a entrevista de solicitação de visto. Quem devo contactar?
    O Serviço de Agendamento possui um serviço de Suporte Técnico. O telefone é (21) 2108-9199.

  9. Quais os documentos que devo apresentar quando solicitar o visto?
    • Passaporte assinado pelo portador e válido por pelo menos 6 meses a partir da data da viagem. Passaportes anteriores que contenham visto norte-americano também devem ser apresentados.
    • Formulário de solicitação de visto — a versão eletrônica do DS-156 ou a versão não eletrônica do DS-156 (caso você não consiga download ou preencher o formulário eletronicamente) — devidamente preenchido. Só serão aceitos formulários originais (o formulário é distribuido gratuitamente na portaria da Embaixada das 7:00 às 19:00 horas ou nas agências de turismo credenciadas pela Embaixada; ou ainda baixado da página da seção consular na internet). Todos os itens devem ser preenchidos. É indispensável a assinatura do requerente no verso do formulário. No caso de menores de 13 anos, um dos pais ou responsável legal deverá assinar pela criança.
    • Formulário Complementar de Solicitação de Visto - DS-157 devidamente preenchido e assinado por todos os solicitantes com mais de 16 anos.
    • Um recibo original de pagamento do Citibank da taxa de solicitação de visto. Não serão aceitas cópias autenticadas.
    • Foto recente tirada nos últimos 6 meses, 5x5cm (ou 5x7cm), colorida e com fundo branco.
    • Documentos que comprovem condições financeiras de custear a viagem e retornar ao Brasil e que evidenciem os fortes vínculos com o Brasil (ex.: declaração de imposto de renda certidão de casamento/nascimento, comprovantes de bens como carro, casa ou outra propriedade, ou qualquer outra renda, como aluguel, poupança, aplicações, etc...)
      • Se funcionário de um negócio bem estabelecido ou uma firma, o solicitante poderá apresentar um declaração, em papel ofício, do chefe administrativo de sua firma indicando: 1) data de admissão, 2) seu cargo e salário e 3) período em que ficará ausente e data de seu retorno ao emprego atual.
      • Se autônomo, o solicitante poderá apresentar comprovantes de contratos antigos e recentes que indiquem a renda recebida ou antecipada, se for o caso.
      • Se aposentado, o solicitante poderá apresentar comprovante de sua aposentadoria e outras fontes de renda.
      • Se desempregado, o solicitante poderá apresentar uma declaração do responsável pelo apoio financeiro indicando o nome deste, seu parentesco com o solicitante e sua fonte de renda. Caso o responsável tenhas outros compromissos financeiros ou outros dependentes, indicar os nomes, o parentesco e suas idades.

  10. Se meu visto for concedido, quando posso buscá-lo?
    Os passaportes são devolvidos geralmente entre 1 e 3 dias e de acordo com os horários de atendimento de cada Consulado ou através do serviço de entrega.

  11. Como devo proceder se meu passaporte expirar e o visto ainda estiver válido?
    É muito simples. Anexe o passaporte expirado com o visto válido ao passaporte novo. Certifique-se que o visto não tenha sido danificado e viaje sempre com os dois passaportes. Observe que o passaporte deve estar válido por pelo menos seis meses a partir da data de sua viagem aos Estados Unidos da América. O visto de entrada nos EUA pode ser utilizado até a data de sua expiração.

  12. Eu tenho um visto com meu nome de solteira. Agora estou casada e meu nome mudou. Eu preciso de um novo visto?
    Não, você não precisa de um novo visto. Você pode viajar com o seu novo passaporte com seu nome de casada e seu passaporte antigo com seu nome de solteira. Você também pode levar uma cópia de sua certidão de casamento com você. Assegure-se de que seu visto não foi danificado.

  13. Ouvi dizer que os vistos de não-imigrante que foram emitidos antes dos atentados de 11 de Setembro foram cancelados. Isso é verdade?
    Não, isso não é verdade. Todos os vistos de não-imigrantes emitidos pelos Consulados ou Embaixada dos EUA continuam válidos até a sua data de expiração.

  14. Devo apresentar a passagem aérea ao solicitar o visto?
    Na maioria dos casos, não. Você talvez tenha que apresentar suas reservas quando em trânsito nos Estados Unidos.

  15. Se meu pedido de visto for negado, posso solicitar novamente?
    Sim. Você sempre poderá fazer um novo pedido. Traga consigo sua carta de recusa anterior, outro formulário preenchido, uma foto e todos os documentos que comprovem seus vínculos com o Brasil. Uma nova taxa de solicitação será cobrada.

  16. Um cidadão norte-americano pode se responzabilizar pela minha solicitação de visto?
    Não, cidadãos norte-americanos não podem se responsabilizar pela solicitação de visto de um visitante. Os solicitantes a visto devem ser qualificados para o visto de acordo com os seus vínculos com o Brasil.

  17. Portadores de passaporte da União Européia precisam de visto?
    Depende do motivo da viagem. Portadores de passaportes pertencentes ao Programa de Isenção de Vistos geralmente não necessitam de um visto de entrada se estão viajando a negócios ou a turismo para os EUA por menos de 90 dias desde que o passaporte seja de leitura ótica. Para saber se o seu passaporte é de leitura ótica, entre em contato com o Consulado ou Embaixada do país emissor do passaporte.

  18. Se eu tenho um visto válido, mas meu passaporte só está válido por menos de 6 meses, eu ainda posso viajar para os EUA?
    Para tentar evitar maiores problemas com o Serviço de Imigração nos portos de entrada, é recomendado que todo viajante tenha um passaporte que esteja válido por mais de 6 meses a partir da data da viagem. Informações sobre passaporte brasileiro podem ser obtidas no website: http://www.dpf.gov.br/

  19. Eu posso viajar para uma conferência (acadêmica ou profissional) com um visto de turismo (B-2)?
    Não. Se o motivo da viagem é ir a uma conferência, congresso, feira ou qualquer tipo de negócios nos EUA (ou qualquer atividade relacionada ao seu trabalho no Brasil), você deve solicitar um visto de negócios (B-1). O visto B-2 é válido somente para viagens a turismo.

  20. Como faço para solicitar um Green Card ou um Visto de Residente para os EUA?
    Informações sobre visto de imigrante devem ser obtidas no Consulado Geral dos Estados Unidos no Rio de Janeiro pelo telefone (0xx21) 3823-2000 ou por e-mail immigrationRio@state.gov

  21. O que tenho que fazer para solicitar um visto para minha empregada doméstica/babá me acompanhar aos Estados Unidos durante minha visita?
    Empregados domésticos/babás que estejam solicitando um visto para acompanhar seus empregadores aos Estados Unidos deverão deverão agendar e comparecer pessoalmente para a entrevista. Deverão ainda trazer um contrato de trabalho assinado pelo empregador e pelo empregado, em 3 vias (uma para o empregador, uma para o empregado e a terceira para o Consulado), e em inglês e português. O contrato deverá conter as seguintes cláusulas:

  1. Uma descrição das tarefas a serem executadas pelo empregado;
  2. Uma declaração do empregador concordando em pagar o salário mínimo nacional, ou se for mais alto, o salário mínimo estadual vigente (Washington, D.C.- US$6.72 por hora; Virginia e Maryland- US$6.72 por hora; New York- US$9.38 por hora)
  3. Deve haver uma cláusula onde o empregador fica obrigado a fornecer moradia e alimentação gratuita ao empregado;
  4. Durante a validade do contrato, o contratante se obriga a fornecer um plano de assistência médica ao funcionário;
  5. O empregador fica responsável pelos custos de transporte do empregado, tanto de ida quanto de volta aos/dos Estados Unidos;
  6. Deve se estabelecer o prazo de vigência e condições para o término do contrato.

Exemplo: “Este contrato terá validade a partir de ... (dia/mês/ano) até .... (dia/mês/ano) e poderá ser extinto com um aviso prévio de um mês por ambas as partes”. Nota: Qualquer cláusula adicional inserida no contrato será de iniciativa particular entre as partes, desde que concordem com todas as cláusulas, incluindo as obrigatórias supra citadas. Horas extras especias não se aplicam aos empregados domésticos residentes. O horário padrão para esta categoria de empregado é de 44 horas semanais não havendo hora extra especial. (modelo de contrato).

     22.  Cartão de Entrada e Saída (I-94/I-94W). O que devo fazer caso não o tenha entregado ao sair dos Estados Unidos?

           Se você retornou à sua casa com o formulário de saída I-94 (branco) ou o I-94W (verde) do Serviço de Imigração e Naturalização (INS) em seu passaporte, isso significa que a sua saída dos Estados Unidos não registrada corretamente. É de sua responsabilidade corrigir essa informação. Você deve providenciar ao  Departamento de Segurança Interna (DHS) informações suficientes para que possamos registrar sua saída no tempo oportuno. Somente após registrar sua saída,  é que o processo que se abriu à sua chegada ao país se encerrará. 

           Se você não registrou corretamente que saiu oportunamente dos Estados Unidos e se não pode comprovar tal informação de maneira razoável,  a próxima vez que solicitar uma admissão no país, o DHS pode concluir que você permaneceu nos Estados Unidos além do período autorizado. Caso isso aconteça, da próxima vez que você solicitar entrar nos Estados Unidos, seu visto pode ficar sujeito ao cancelamento ou pode ser que você seja obrigado retornar imediatamente ao seu porto de origem.

           Em particular, visitantes que permaneceram além do tempo autorizado dentro do Programa de Isenção de Visto (VWP) não poderão retornar aos Estados Unidos no futuro sem obter um visto no Consulado ou Embaixada dos EUA. Se isso ocorrer e você chegar ao porto de entrada nos EUA e solicitar uma admissão  sem um visto dentro do Porgrama de Isenção de Visto, os oficiais de imigração podem ordenar seu retorno imediato ao seu porto de origem.

Para verificar sua saida,  o DHS levará em consideração uma variedade de informações, incluindo, mas não limitado a:

·         Original do cartão de embarque que você utilizou para sair dos Estados Unidos;

·         Fotocópias dos carimbos de entrada e saída no seu passaporte indicando entrada em outro país após a sua saída dos EUA (você deve tirar cópias de todas as páginas que não estejam completamente em branco e incluir a página com a sua informação biográfica e foto).

·         Fotocópias de outras evidências tais como:

o        Contra-cheques ou vale (voucher) datados do seu empregador, indicando que você estava em outro país depois de sair dos EUA.

o        Extrato bancário com data mostrando transações bancárias, a fim de indicar que você estava em outro país depois que saiu dos EUA.

o        Comprovante escolar mostrando comparecimento à escola fora dos EUA para indicar que você estava em outro país depois que saiu dos EUA

o        Recibos de cartão de crédito, com o seu nome (mas sem o número do cartão), indicando compras efetuadas depois de sua saída dos EUA, mostrando que você estava em outro país após deixar os EUA.

Sua declaração não será aceita sem os documentos que comprovem sua saida, tais como os sugeridos acima.

Você deve enviar cópias legíveis, ou se possível documentos originais,. Se você enviar algum documento original, guarde uma cópia do mesmo. O DHS NÃO irá retornar os documentos originais depois de encerrar o processo. Para ajudar-nos a entender a situação e corrigir seu registro rapidamente, por favor inclua uma carta explanatória em ingles. Você deve enviar sua carta e incluir as informações somente para o endereço a seguir:

ACS-INS SBU
P.O. Box 7125
London, KY 40742-7125
USA

Por favor NÃO envie o seu cartão de embarque I-94/I-94W ou qualquer outra informação de evidência de saida para qualquer Consulado ou Embaixada dos Estados Unidos da América, ou  para qualquer outro escritório da Imigração (DHS) nos Estados Unidos ou para qualquer outro endereço que não seja o mencionado acima.
Somente através deste endereço poderemos fazer as correções necessárias nos registros do Serviço de Imigração para evitar incovenientes no futuro.




Se você tiver mais dúvidas, clique aqui.